Garantia de Direitos

Comunicação

Direitos da Pessoa com Deficiência

02/04/2019

No Dia Mundial de conscientização do Autismo, os próprios autistas mandam seu recado para a sociedade

No Dia Mundial do Autismo, 2 de abril, autistas no Paraná aproveitam a data para mandar um recado à sociedade em uma campanha inédita. A ação foi coordenada diretamente por pessoas autistas – como é o caso de Fernanda Santana, presidente da Associação Brasileira para Ação por Direitos das Pessoas Autistas (Abraça) e ativista de direitos humanos dentro do Movimento de Pessoas com Deficiência – e por familiares de pessoas com autismo. “Nós fazemos questão de falar em ‘autistar’, assim, como um verbo ativo, para deixar claro que nós somos sujeitos ativos. Nós podemos realizar coisas, protagonizar lutas, ocupar espaços, dar opiniões e decidir por nós mesmos. E nós podemos, também, expressar nosso Autismo livremente e ter orgulho de nossa identidade. Autismo não é algo que temos, mas parte de quem nós somos. Nós somos pessoas autistas”, explica Fernanda.

A ação teve o apoio do Departamento de Políticas para Pessoa com Deficiência, da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, e resultou na elaboração de vídeos, onde as pessoas autistas são as protagonistas e mandam o recado: para vencer o preconceito é preciso respeito e informação. “Todos nós somos capazes de nos revelarmos sujeitos ativos, protagonistas da nossa própria vida e de nosso próprio movimento social. Esse é o espaço que reivindicamos, com o apoio de nossas famílias e de nossas redes de suporte. Se hoje o ‘Nada sobre Nós sem Nós’ ainda não se tornou realidade, é uma questão de tempo. Estamos chegando e queremos participar, queremos contribuir e queremos lutar juntos por um futuro mais digno para todos nós”, completa Fernanda.

A intenção da campanha é desmitificar a posição das pessoas com autismo na sociedade. “Após uma reunião com várias instituições ligadas à deficiência, notamos que as campanhas já realizadas têm um tom mais comemorativo do que informativo. Mas falta muita informação e também a disseminação de um conteúdo melhor elaborado. E ninguém melhor para elaborá-lo do que as próprias pessoas autistas”, explica Quelen Silveira Coden, do Departamento de Políticas para Pessoas com Deficiência da Sejuf.

A inclusão da pessoa com deficiência é uma prioridade da Secretaria e do governo Ratinho Junior. “É nossa missão ajudar as pessoas que mais precisam de inclusão e cidadania”, disse o secretário Ney Leprevost.

Para o diretor da área, Felipe Braga Côrtes, “uma das missões deste departamento é desenvolver políticas públicas efetivas que atuem na garantia e promoção dos direitos das pessoas com deficiência”.

>> Veja o primeiro vídeo e acompanhe os demais em nossas redes sociais.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.